Como a quantidade de embriões interfere na fertilidade

O segredo para engravidar naturalmente em 4 a 6 semanas: Clique Aqui Para Saber Mais

Como a quantidade de embriões interfere na fertilidade

Ao utilizar o método da fertilização in vitro, você realiza a transferência de vários embriões no útero depois que a fecundação ocorre em um laboratório. A técnica tem como objetivo ampliar as chances de gravidez por cada transferência feita. Portanto, é bastante normal que mulheres que tentam engravidar a muito tempo queiram aumentar a quantidade de embriões.

Mas apesar de isso aumentar a chance de engravidar, há também o risco de que todos os embriões transferidos se fixem no endométrio, o que pode gerar gêmeos, trigêmeos e até uma quantidade maior de bebês.

Você quer saber como engravidar naturalmente em até 6 semanas? Clique aqui e confira!

Trata-se de um ponto negativo apenas porque a gravidez múltipla tende a ser associada a riscos como nascimento prematuro, restrição de crescimento fetal, diabetes gestacional, pré-eclâmpsia, paralisia cerebral, síndromes respiratórias e complicações na visão. Além disso, você pode sofrer com esse tipo de gravidez, uma vez que complicações no parto são comuns nessas situações.

O segredo para engravidar naturalmente em 4 a 6 semanas: Clique Aqui Para Saber Mais

Caso você esteja disposta a arriscar passar por tudo isso ao tentar realizar seu desejo de engravidar, converse com seu parceiro e com um especialista de qualidade, que irá avaliar a sua condição de engravidar.

O médico definirá o tratamento mais apropriado para que você tenha maior chance de êxito independentemente do número de embriões. E, claro, o suporte obstétrico e o pré-natal serão cruciais para assegurar o sucesso da gestação.

A quantidade de embriões interfere na fertilidade?

Ao decidir a respeito da quantidade de embriões, é indispensável considerar uma série de fatores. É o caso do estágio de desenvolvimento no ato da transferência, a idade dos óvulos da paciente, as preferências dos futuros pais, as cirurgias uterinas, como cesáreas ou miomectomia que ocorreram antes da decisão, além de malformações uterinas, incluindo didelfo e útero bicorno ou unicorno.

Para avaliar a qualidade dos embriões, basta recorrer a um dos métodos que analisam a qualidade morfológica embrionária, de modo a verificar a pontuação que indica se há índices elevados, o que representa mais chances de desenvolvimento. Se este acontecer durante a transferência, o óvulo fertilizado em laboratório precisa evoluir sua multiplicação celular para um número que oscila entre seis e dez células, em até 72 horas.

Outro aspecto considerado pela equipe de embriologia é o nível de fragmentação, já que embriões muito fragmentados possuem taxas de implantação baixas. Ao alcançarem o estágio de blastocisto, ou seja, no 5º ou 6º dia de desenvolvimento, os embriões apresentam maiores chances de implantação e, consequentemente, de gravidez. Logo, uma quantidade menor de embriões precisa ser transferida ao útero, o que diminui a possibilidade de gravidez múltipla.

A sua idade também afeta a reprodução, afinal, a incidência de anomalias cromossômicas e malformações é mais expressiva quando a idade da futura mãe passa dos 35 anos, o que também vale para a doadora dos óvulos, quando se trata de ovodoação. No Brasil, o Conselho Federal de Medicina define um limite de embriões para transferência, conforme a idade da paciente quando os óvulos são coletados. Quem tem até 35 anos pode coletar até dois embriões. Já mulheres com idade entre 36 a 39 anos podem coletar até três embriões. Por sua vez, pacientes com 40 anos ou mais podem coletar até quatro embriões.

Por fim, caso o tratamento for com óvulos doados, a idade considerada é a de quem irá doar os óvulos. Essa doadora não pode ter mais que 35 anos, segundo as regras do nosso país. Se os óvulos forem congelados quando a mulher estiver com 32 anos, mas só forem utilizados aos 37 anos, por exemplo, a idade de coleta é a que vale, não importa se foi por ovodoação ou não.

Para aumentar suas chances de sucesso e engravidar mais rápido, clique aqui e conheça meu método!

O segredo para engravidar naturalmente em 4 a 6 semanas: Clique Aqui Para Saber Mais

Deixe um Comentário

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

If you agree to these terms, please click here.