Guia da mamãe: desafios e cuidados na 1ª semana do bebê

O segredo para engravidar naturalmente em 4 a 6 semanas: Clique Aqui Para Saber Mais

Confira tudo o que você precisa saber sobre a primeira semana de vida do seu bebê

Depois de meses esperando, finalmente chega o tão aguardado dia de levar o seu bebê para casa. Diante dessa situação, é comum “tremer na base”, afinal, a responsabilidade de cuidar de um recém-nascido é enorme, não importa se a criança é o seu primeiro filho ou não. Além disso, tanto mães solteiras quanto mães casadas podem encontrar inúmeras dificuldades nos primeiros dias do resto de suas vidas.

 

Calma, se você já está desesperada só de imaginar os desafios da 1ª semana com o bebê, respire fundo e pense na experiência recompensadora que será passar os dias iniciais com seu novo filho. Por mais que você tenha que ser muito cuidadosa, basta estar preparada para evitar problemas para você e para a criança.

 

Como ninguém merece passar por aperto quando o bebê estiver em casa, preparamos dicas bem fáceis de serem seguidas. Caso você não tenha a memória muito boa, anote cada informação e coloque os avisos perto de onde você estará quando precisar recorrer a eles. Por exemplo: na hora do banho da criança, é melhor reler as dicas no banheiro do que ter que ir a outro cômodo para consultar alguém ou um site, não é mesmo?

 

6 Dicas de higiene do bebê

Além de recomendações básicas, como lavar bem as mãos toda vez que você tiver que pegar o bebê, é importante conhecer dicas de higiene do recém-nascido, para se prevenir contra transtornos, incluindo doenças comuns em crianças que estão apenas no começo de suas jornadas.

O segredo para engravidar naturalmente em 4 a 6 semanas: Clique Aqui Para Saber Mais

 

  1. Fraldas

Ao limpar a região que você cobrirá com fraldas, utilize água morna. Se você tiver uma menina, o cuidado deve ser ainda maior, sempre começando a limpeza na área genital na vulva e terminando na região anal. Na hora de comprar as fraldas, escolha o modelo que não irrite a pele do seu bebê.

 

  1. Umbigo

Uma das maiores dúvidas é a forma correta de limpar o umbigo de recém-nascidos. Então, o ideal é usar hastes flexíveis e álcool 70% para higienizar o coto umbilical quando houver secreção. Em geral, isso ocorre cerca de três vezes por dia. No caso de sangramento antes ou depois da queda do coto umbilical, não entre em pânico, pois isso é natural. E nada de deixar de limpar o umbigo por medo do que o bebê irá sentir, visto que a limpeza não gera dor porque não há terminações nervosas no coto. Claro que isso não quer dizer que você deve limpar com força, uma vez que a falta de delicadeza pode ser desagradável. O mesmo vale para a limpeza do umbigo após a queda do coto, a fim de garantir uma cicatrização eficaz.

 

  1. Olhos

Uma sensação gostosa é olhar para os olhinhos do seu filho e imaginar o que ele está pensando. Para que a criança não sofra com problemas nos olhos, que são muito sensíveis, você precisa estar atenta a sinais que indicam que algo está errado. É o caso da obstrução do canal lacrimal, que ocorre com frequência em bebês que acabam de sair da maternidade. Se a criança começar a chorar sem sair lágrimas dos olhos, não ache bonitinho, pois isso significa que o canal lacrimal está levando as lágrimas para o nariz. Sendo assim, consulte um médico para efetuar o tratamento adequado. Também é indispensável correr atrás de um pediatra quando você notar qualquer coisa estranha nos olhos do recém-nascido, desde manchas até sinais esbranquiçados na pupila.

 

  1. Unhas

As unhas dos bebês podem ser um perigo, afinal, é a partir delas que surgem arranhões no rostinho do seu precioso bebê. Por isso, comece a cortar as unhas com uma tesoura que tenha as pontas arredondas. Além de usar tal tesoura apropriada só para determinada criança, tente lixar as unhas para acabar com eventuais pontas. E se você tiver medo de machucar seu filho, peça auxílio de alguém para segurar os dedinhos enquanto você faz o corte, que pode acontecer durante o sono do bebê.

 

  1. Nariz

Objetos pontudos não devem ser inseridos no nariz de uma pessoa tão pequena e delicada quanto um recém-nascido. Portanto, faça a desobstrução do nariz com a ajuda de um soro fisiológico ou um aspirador específico para secreções.

 

  1. Ouvidos

Jamais use cotonetes para limpar os ouvidos de um bebê ou qualquer outro tipo de objeto pontiagudo. A limpeza dos ouvidos deve ser realizada com uma toalha limpa. Como? Basta passar a toalha nos ouvidos sem esfregar o tecido. O momento mais indicado para tal ação é depois de dar banho no seu filho.

 

E quando o bebê chorar?

Bem, chegamos a um ponto que causa desespero em muitas mães. O que fazer quando o bebê chorar? Para acabar com a choradeira, você precisa usar sua observação a fim de identificar a causa do descontentamento da criança. Pensando nisso, separamos os principais motivos que levam um recém-nascido a expressar seu sofrimento da única maneira que ele sabe.

 

  1. Cólica

As cólicas costumam surgir em determinados horários do dia, principalmente no fim da tarde. Em geral, as cólicas em bebês ocorrem por conta de ambientes agitados e uma rotina bagunçada. Além disso, os recém-nascidos tendem a apresentar cólicas porque o sistema digestivo deles ainda não está totalmente amadurecido.

Ao perceber que o bebê está com cólica, nada de medicar a criança por conta própria, pois isso pode gerar intoxicações, até mesmo se o medicamento for um produto natural. Logo, a melhor saída é deixar acriança de bruços e aquecer a barriguinha por meio de uma massagem leve. Nessa fase de grande sensibilidade, nem pense em dar outro alimento que não seja o leite materno.

 

  1. Alimentação

E já que citamos o leite, é importante saber que o choro pode estar relacionado a fome. Por isso, acostume-se a oferecer o peito sempre que o bebê ameaçar a chorar, o que tende a ocorrer a cada três horas. Como a amamentação requer cuidados específicos, não saia do hospital sem ter certeza absoluta de como alimentar seu filho, pois existem técnicas capazes de facilitar a amamentação.

 

  1. Fezes

Não se assuste no início, pois recém-nascidos tendem a evacuar sempre. Eles fazem cocô praticamente o tempo todo nos primeiros dias. A cada mamada, seu bebê liberará fezes bastante pastosas, conhecidas como mecônio. Também não se espante com a coloração, visto que as primeiras fezes são esverdeadas ou amareladas e sem cheiro. Isso mesmo, apesar da grande quantidade de cocô que fará parte da sua rotina, você não se preocupará com odor no começo.

 

Outros cuidados com recém-nascidos

Na hora de segurar, é natural ter aflição, afinal, recém-nascidos parecem bonecos de porcelana. Levando em conta o pouco desenvolvimento da musculatura do pescoço, apóie bem a cabeça e as costas da criança encaixando a cabeça na dobra do seu cotovelo e as costas no seu antebraço. E nada de movimentos bruscos ou pressão em excesso ao apertar o bebê.

 

Ao dar banho, deixe a água em uma temperatura em torno de 35°C. Se você não tiver um termômetro, basta conferir com o próprio antebraço se a temperatura está morna e agradável. Evite dar banho em ambientes com correntes de ar e não saia com o bebê logo após o banho, que deve ser dado todos os dias e sem muita demora. E prepare todo o material necessário antes do banho, como toalha e sabonete neutro. Normalmente, recomenda-se molhar o rosto e a cabeça com delicadeza, para que seja mais fácil se acostumar com a água. Além disso, não deixe o rosto encostar na água durante a lavagem das costas, quando o bebê fica apoiado de bruços no seu braço.

 

Já o arroto não é uma obrigação, mas a prática de colocar o bebê para arrotar deve ocorrer após toda mamada. A criança precisa ficar sobre o seu tórax, enquanto você dá batidas leves nas costas. O arroto serve para evitar que o bebê vomite e fique incomodado depois de mamar, pois é comum engolir ar junto do leite.

 

Por fim, o sono do seu filho recém-nascido deve ser bastante tranquilo. Coloque a criança deitada de barriga para cima, só após fazer o bebê arrotar. Opte por deitar o bebê de lado e com travesseiro antissufocamento caso a criança regurgite com frequência durante o sono.

 

E aí, já se sente preparada para fazer bonito nos primeiros momentos como mamãe?

 

O segredo para engravidar naturalmente em 4 a 6 semanas: Clique Aqui Para Saber Mais

Deixe um Comentário

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

If you agree to these terms, please click here.