Quero engravidar sem fertilização in vitro – Como fazer?

O segredo para engravidar naturalmente em 4 a 6 semanas: Clique Aqui Para Saber Mais

A fertilização in vitro, também conhecida como FIV, é uma das opções mais recorrentes quando se trata de buscar um tratamento para melhorar as chances de reprodução. No entanto, nem sempre esse método é necessário, já que há outras técnicas para fazer a paciente em questão engravidar. Mas o que fazer para não tratar a infertilidade com fertilização in vitro?

Antes de saber o que você precisa fazer para não optar pela FIV, é importante lembrar que a necessidade desse tipo de tratamento depende de diversas condições e circunstâncias, desde questões médicas até aspectos ligados aos seus hábitos, bem como tratamentos realizados anteriormente.

Seja qual for a questão que a impeça de realizar seu sonho, clique aqui e descubra um método que vem ajudando milhares de mulheres a engravidar rapidamente.

Cada caso precisa de uma análise específica, mas dá para afirmar que existem opções bem mais simples que a fertilização in vitro. Tais opções servem para diferentes situações em que mulheres e até homens possuem dificuldades específicas para a concepção de um novo filho.

O segredo para engravidar naturalmente em 4 a 6 semanas: Clique Aqui Para Saber Mais

O que fazer para evitar a fertilização in vitro

A inseminação ultrauterina é uma alternativa em que o sêmen é preparado e processado antes da inserção no útero quando você estiver ovulando, para aumentar a probabilidade de fecundação e, consequentemente, de levar uma gestação bem-sucedida. Nesse tipo de tratamento, o esperma pode ser fresco ou congelado, podendo vir tanto do parceiro como de um doador anônimo.

Para efetuar a inseminação ultrainterina, é comum o uso de remédios que induzem a ovulação, tendo em vista que a taxa de gravidez se eleva em relação a situações em que não são utilizados medicamentos desse tipo, como em situações com base em ciclos naturais. Por meio do controle via ultrassom, é possível analisar quando é o momento ideal para a ovulação, permitindo a coleta do sêmen no instante mais adequado.

Em um laboratório, o sêmen é preparado e aprimorado, o que aumenta a concentração de espermatozoides de ótima qualidade para a fertilização. Depois, o sêmen é injetado no útero, a partir de um cateter delicado. Então, basta esperar poucas semanas para realizar o teste e verificar se a gravidez ocorreu.

A inseminação artificial tem como maiores indicações as modificações moderadas do sêmen, bem como endometriose mínima ou leve, assim como casos em que é difícil esclarecer a origem da infertilidade. Se você tiver mais de aproximadamente 37 anos ou se o seu tempo de infertilidade for maior que cerca de três anos, não é recomendável recorrer à inseminação intraulterina, sendo melhor optar pela FIV, também aconselhada quando o parceiro possui alterações seminais mais agravantes.

Por sua vez, o coito programado é uma técnica em que remédios são utilizados para estimular os ovários a desenvolverem folículos que contenham óvulos. A chamada relação sexual programada deve ocorrer no momento mais propício para a fertilização, ou seja, quando você estiver no seu período fértil.

Também é possível recorrer a cirurgias, que podem aumentar as chances de conceber um bebê, especialmente se a causa da sua infertilidade for uma inflamação ou uma infecção, cujas sequelas prejudicam a sua fertilidade. É o caso de endometriose e doença inflamatória pélvica aguda, que tem como origem a presença de bactérias no organismo, como no caso de clamídia e gonorreia.

Cirurgias ginecológicas consistem em técnicas que podem ser pouco invasivas, como histeroscopia e laparoscopia. Esse cuidado com o mínimo de invasão corporal é indicado para quem não quer ficar com cortes muito aparentes no corpo. Além disso, trata-se de uma possibilidade que apresenta vantagens reprodutivas e cuja segurança pode ser maior em comparação com técnicas abertas.

Agora é só clicar aqui e conhecer o método que vai ajudar você a engravidar em até 6 semanas!

O segredo para engravidar naturalmente em 4 a 6 semanas: Clique Aqui Para Saber Mais

Deixe um Comentário

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

If you agree to these terms, please click here.